Google+ Followers

O Porquinho Dizimista (Trabalho para a Igreja)


Olá pessoal!

Eu e minha mãe precisamos fazer um trabalho com as crianças da Assembléia de Deus de nossa cidade, e o assunto seria sobre o dízimo, pesquisamos alguma coisa na internet e resolvemos aproveitar algumas idéias e outras criamos. 
Resolvemos postar para ajudar outras pessoas que como nós fazem busca pela internet.

O trabalho ficou ótimo! 
Conseguimos a atenção de todas as crianças e todas entenderam claramente o que é o dízimo e a importância da entrega dele na casa do Senhor.

Criamos falas e vozes diferentes para chamar a atenção das crianças.

Fizemos um livrinho para auxílio e assim guarda a história...


E a historinha começa assim...

Em uma floresta moravam três porquinhos: Bola, Bolinha e Bolão, filhos da Dona Porca Maricota.

Esta é a Dona Porca Maricota... 
Ela ensina os porquinhos a serem obedientes, agradarem a Deus e dar o dízimo, 
que é 10% de todo dinheirinho que recebem, pois a cada mês os porquinhos ganhavam uma mesada.



Bola (este abaixo),
gostava muito de balas e sempre que ganhava um dinheirinho, 
comprava tudo de bala no quiosque do sr. Porquinoco.
Sua mãe, Dona Maricota dizia que ele tinha que dar o dízimo com alegria, 
como ele não tinha alegria em dar, ele nunca dava!
Gastava tudinho com balas e doces. 
E assim nem sequer lembrava de entregar o dízimo.



Bolinha (abaixo),
ás vezes entregava o dízimo, mas geralmente se lembrava de dar o dízimo 
depois que o dinheiro já tinha acabado.
Aí ele pensava: -Esqueci de novo de entregar o dízimo!...
Mas mês que vem eu separo e entrego.
Assim... Tinha mês que ele entregava o dízimo e outros não...




Bolão (abaixo), era o único porquinho fiel.
Sempre que recebia algum dinheiro, antes de comprar qualquer coisa 
perguntava para sua mãe quanto que tinha que separar para o dízimo.
Ele queria ser um porquinho obediente à palavra de Deus.
E amava honrar ao Senhor com tudo o que chegava em suas mãos!




Um dia os três porquinhos conversavam com sua mãe e disseram que queriam ter sua própria casa,
a mãe permitiu desde que fosse construída perto da casa dela.

             

                                          



Então, Bola construiu uma casa de palha, 
pois achou mais fácil e acabou mais rápido!
E assim, ficou o resto do tempo brincando e comprando balas e doces...

                       



Bolinha resolveu fazer uma casa de madeira, 
porque também não queria ter muito trabalho...

                       



Bolão demorou para construir sua casa, 
pois como era fiel no dízimo Deus dava a ele muita sabedoria, 
então resolveu fazer a casa de tijolos.

                         




Num belo dia o Lobo Devorador, 
estava andando pela floresta quando avistou a casa dos porquinhos, 
ele pensou:
Hum... que delícia! Hoje vou ter uma saborosa refeição!




Então parou em frente a casa do Bola e começou a soprar, a soprar...
Não precisou soprar muito e a casa desabou!

                          


                  Bola ficou muito assustado e saiu correndo para 
                 a casa do Bolinha e o Lobo Devorador foi atrás.
                                          Chegando lá... 
                       Ele soprou, soprou, soprou e TIBUM!!! 
                        A casa de madeira caiu toda no chão!!


        



Bola e Bolinha, saíram correndo para a 
casa do Bolão e o Lobo Devorador atrás deles.
Furioso o lobo soprou, soprou, soprou... 
soprou, soprou, com muita raiva e já sem fôlego foi embora.

  

O Lobo devorador não conseguiu derrubar a casa do Bolão, sabem porque?
Porque o Bolão era fiel no dízimo e Deus promete repreender o devorador.
Ás vezes você ganha uma roupa nova e logo ela rasga, seus brinquedos estragam com facilidade ou você sempre perde seu dinheirinho, isso é o devorador.
Por isso que temos que ser fiéis e devolver os 10% que é de Deus.
Sempre que você ganhar seu dinheiro, não importa se é muito ou pouquinho, pergunte para mamãe ou o papai quanto é o seu dízimo, coloque no seu envelope, escreva seu nome e leve para a casa do Senhor.

... F I M ...

                                          

                                         

      

Um comentário:

Anônimo disse...

olá ! adorei uma maneira bem pratica de ensinar nossos pequeninos vou aderi-la as minhas aulas de escola dominical. estou começando agora e tenho alunos de 2 a 9 anos boa idea se puder poste mais . parabens